segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Retrospectiva 2012

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente"

Carlos Drummond de Andrade


O ano novo tem esse poder sobre mim. É impressionante! Sempre tiro férias em dezembro, resolvo pendências, arrumo armários, faço uma retrospectiva do meu ano e planejo um ano novo diferente. É bem verdade que nem sempre consigo, no ano seguinte, pôr em prática todas as promessas feitas no ano anterior. Mas fazê-las me motiva, me move, me renova.

Este foi um ano de muitas conquistas.

Neste ano, nasceu meu pequeno, meu fim de safra (rs). O bebê que alegra a minha casa e enche o meu peito de amor. Neste ano, ele se desenvolveu bem: sorriu muito, engatinhou, levantou, sentou, começou a arriscar uns passinhos apoioado em móveis. Passou a reconhecer pessoas e a demonstrar preferências por umas em detrimento de outras. Se interessou por brinquedos e quinquilharias. Balbuciou muito e aprendeu a chamar papai. Mandou muitos beijos, deu tchau, mostrou a língua, bateu parabéns, chamou pessoas com a mãozinha, fez caras e bocas, tentando chamar a atenção daqueles a sua volta. Aprendeu muito mais coisas que não conseguiria enumerar aqui, mas, principalmente, demarcou seu território e mostrou que sua presença aqui na Terra faz diferença para aqueles que têm o prazer de desfrutar da sua companhia.



 Neste ano, minha princesa apresentou progressos significativos! Sua vivência escolar rendeu bons frutos, os quais atribuo, principalmente, à excelente professora que a acompanhou ao longo do ano letivo. Neste ano, Leti foi notada na escola pelos colegas, foi considerada integrante do seu grupo, levou contribuições às atividades escolares e instigou afeto... Aprendeu a se comunicar melhor e passou a compreender, ainda mais, o mundo ao seu redor. Subiu e desceu as escadas da escola sozinha. Fez escolhas. Cantou muito, sorriu muito! Entrou no processo de desfralde, que ainda está em andamento. Melhorou sua participação nas atividades de vida diária: já auxilia na escovação de dentes e do cabelo, já tira sua calcinha para fazer xixi e, com auxílio, sua roupa, colabora no banho, tira seu sapato... Ampliou o leque de preferências por brinquedos e brincadeiras. Ficou bagunceira, aprendendo a tirar roupas e sapatos dos armários, jogando-os ao chão. Aprendeu a identificar minhas expressões de zanga e tristeza. Adaptou músicas de acordo com seus interesses. Compartilhou a contação de suas histórias preferidas. Cantou happy birthday to you e começou a distinguir a língua inglesa da portuguesa. Enumerou as letras do seu nome. Reconheceu espaços. Ficou geniosa e incrementou algumas estereotipias. Aproveitou brincar no balanço, bateu o pé forte na piscina, escolheu o biscoito grande (distinguindo conceitos de grande e pequeno), dançou ao som do Grupo Canela Fina. Foi feliz, muito feliz! E fez feliz todos aqueles a sua volta, que vivem em função da sua felicidade.




Neste ano, meu primogênito aproveitou muito a nova morada. Começou a jogar tênis e passou a treinar futebol com professores melhores. Fez muitos amigos! Ficou mais sociável e até ousaria dizer, popular. Passou a ocupar mais seu tempo usufruindo a área de lazer do condomínio que em frente à TV ou computador. Assistiu a programação inadequada a sua idade (South Park). Leu livros que li quando criança. Apaixonou-se por seu irmão caçula. Mudou seu gosto musical e passou a curtir  música internacional. Aprendeu a usar iPhones, iPads, iPods... Passou a preferir comer Subway a Mac Donald´s. Ficou triste quando um grande amigo foi embora para o Rio de Janeiro. Quebrou o dente. Participou de campeonatos. Fez primeira comunhão e pediu para chegar cedo na escola para poder participar da missa. Teve um aproveitamento reprovável na segunda unidade da escola, e um excelente na terceira. Manteve o comportamento disperso na escola e no inglês. Se aproximou da adolescência no vocabulário e nos interesses. Demonstrou conhecimento por tudo que permeia o universo futebolístico. Cresceu, amadureceu, ficou mais bonito e me mostrou o quão maravilhosa pode ser a maternidade em suas diversas nuances.




Para o próximo ano, tenho alguns planos. Mudanças em encaminhamentos terapêuticos de Leti, mudanças em atividades extracurriculares de Lipe, inclusão de uma atividade na vida de Mateus.

Tenho planos para mim também. Quero continuar no projeto de emagrecimento (com a ajuda do Vigilantes do Peso, que já me ajudou a eliminar quase 7kg), quero manter a atividade física que iniciei em dezembro, quero conseguir tempo para ler os livros que comprei para incrementar práticas pedagógicas de Leti em casa e outros que me proporcionem um mero deleite, quero ter mais tempo para minha família, quero ser mais dedicada no meu trabalho, quero ser uma excelente amiga e amante para o meu marido, quero manter amizades importantes que tanto me fazem feliz, quero voltar a jogar futebol,  quero ser mais humana, mais feliz! E quero que a minha existência possa ser fonte de felicidade para aqueles que amo.

Que venha 2013!

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

11 Meses

Ontem meu pequeno completou 11 meses. E hoje, como de praxe nos meses pares, a comemoração foi na casa da minha querida irmã. Foi a última comemoração de seu mesversário. 

Como não teve post de 10 meses, temos muitas novidades. 

Suas feições estão diferentes. O cabelo está crescendo e cacheando (embora continue claro) e dois dentes a mais deixaram seu sorriso mais bonito!

Engordou e cresceu pouco, o que a pediatra atribui às sucessivas viroses que o acometeram. Hoje mede 74cm e pesa 9.025ks. Esbelto e ágil!

Engatinha, levanta e faz marcha lateral com apoio. Agora que o gateio está mais consolidado, aproveita a habilidade para explorar todos os cantos da casa. E não há obstáculo que freie seus objetivos! Passa por cima de pernas, por baixo de cadeiras, tenta escalar portões, berço, paredes... rs. É uma delícia vê-lo apropriar-se do ambiente onde vive.

Aprendeu a mandar beijo, mostra a língua, dá algo quando pedimos, faz bichinho (fungando com o nariz), simula um espirro, esconde o rosto para brincar de se esconder...

Brinca melhor com seus brinquedos: joga bola, bate no tambor para ouvir o som, joga basquete, balança brinquedos que fazem som.

Tenta encaixar tampas em seus respectivos objetos, mas fica só na tentativa, porque sua coordenação ainda não permite que conclua a tarefa.

Balbucia muito, mas nada muito compreensível. Fala pa-pá. E acho que conscientemente, porque fala e olha para o pai. (#raiva)

De vez em quando, vê um pouco de Pocoyo na TV com Leti, mas a tv (nem mesmo os dvd´s infantis) lhe foram apresentados ainda como opção de entretenimento.

Quando falamos não, balança a cabeça em negativa e, às vezes, pára de fazer o que estava fazendo. Conversa com as mãos, gesticulando, como se argumentasse conosco. Lindo!

Faz birra quando contrariado!

Sinto que reconhece algumas pessoas, porque quando perguntamos, pára o olhar na pessoa certa: pai, mãe, irmão e Leti. É apaixonado pelo irmão!

Adorou tomar banho de piscina e começou a fazer natação em nosso condomínio.

Tem-se alimentado bem. Aceita todo tipo de comida, frutas e até os sucos, de que não gostava muito, tem tomado com prazer.

Hoje experimentou pela primeira vez um biscoito (de maizena). Imposição da pediatra, que falou da necessidade de variar a textura dos alimentos. Logicamente, ele amou! Ainda não experimentou iogurtes, queijos, nem outros biscoitos ou guloseimas. Estou protelando o máximo que posso. Já experimentou pão integral (sem nada) e também gostou muito!

Por conta da sucessão de problemas respiratórios, a pediatra pediu para substituirmos o leite pelo de soja. Mudamos a duas semanas e, coincidência ou não, desde então não apresentou nem uma gripezinha sequer. Vou manter a mudança por mais duas semanas e depois oferecer o leite antigo de novo para ver no que dá.

Continua sorridente, sociável e, a cada dia que passa, nos deixa ainda mais apaixonados!


terça-feira, 25 de dezembro de 2012

E o que é o natal?

Abstraindo qualquer explicação religiosa ou científica, acredito que o natal esteja nas coisas simples do dia a dia, que nos fazem felizes.
 
O natal é um estado de espírito! É uma energia que deixa as pessoas mais sensíveis, mais humanas, mais solidárias. É uma vontade de estar com a família, de fazer feliz a quem se ama...
 
Sim. Para mim, natal é sinônimo de felicidade. É estar feliz e fazer feliz (ou pelo menos querer fazer).
 
Hoje, depois de passar um fim de semana em Sauípe, na companhia dos meus filhotes, no MÃE MODE ON TOTAL, sem preocupação com trabalho, com compromissos, com organização de festa de natal, de aniversário..., tive uma demonstração singela da magia do natal, através da felicidade da minha pequena.
 
Descemos para a piscina (eu, ela e Samir), e ela, que sempre é tão resistente, ficou com um sorriso estampado no rosto simplesmente por todo o tempo que reservamos para nosso deleite vespertino. Seu sorriso era de felicidade plena! Ela batia as perninhas; contava até três para, sentada na borda da piscina, pular para meu colo; pedia para nadar rápido; esticava os braços para transitar entre o meu colo e o do papai; cantava músicas natalinas; pedia para pularmos abraçadas na piscina... Lamentei não ter um fotógrafo de plantão para registrar sua expressão leve e feliz. Sua felicidade era tão intensa que me emocionou. E me fez refletir sobre o real valor das coisas.
 
Quando subimos, resolvi fechar a programação de uma maneira especial e fomos tirar o cloro num delicioso banho de espuma. Ela, inusitadamente, pediu o regador de "pantas" e começou a brincar, passando espuma no seu e no meu corpo, e molhando com o regador depois, para tirar a espuma. Uma brincadeira simples. Para alguns, desinteressante, pueril... Mas, para mim, muito significativa. Porque foi espontânea, prazerosa e deliciosamente compartilhada com a minha filha que, despretensiosamente, resolveu me ensinar, numa aula prática, o real significado do natal.
 
Desejo a todos os meus amigos um natal feliz, como o que tive por aqui.
 
 
 
 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

São Paulo a Dois, ou melhor, a Oito!

Como anunciei aqui, a viagem de casais para São Paulo acabou acontecendo. A sogra veio com a família inteira acompanhar a cria em casa e, assim, pudemos embarcar um pouco mais tranquilos.

E como foi bom desligar de tudo e curtir a companhia do maridão e dos amigos!!!!!

Já tínhamos feito esta mesma viagem três anos atrás, quando ainda era mãe de dois apenas, com os mesmos casais, mas a programação desta vez foi muito mais interessante, o que me fez querer vir aqui para compartilhar nossas descobertas para aqueles que desejarem se aventurar numa empreitada parecida.

Depois de tantas viagens a São Paulo, e tantos planos frustrados, finalmente conseguimos visitar o Museu da Língua Portuguesa. Que riqueza aquele lugar! A história da nossa língua tão minuciosa, e tão envolvente. Em diferentes formatos e apresentações. Infelizmente, fomos com hora marcada para voltar e não pude ver tudo o que queria, no tempo que queria. Fiquei com gostinho de quero mais...

Aproveitamos a viagem e fomos assistir o musical Família Adams, numa sessão especial às 17h, do feriado do dia 02.11. Espetacular! O cenário, o figurino, o elenco, as músicas, a performance dos atores... Super recomendo!!! Até para quem tem preconceito em relação a musicais, vale à pena conferir.

Os homens aproveitaram o final de semana abençoado, em que Bahia e Vitória jogaram em São Paulo, e foram para os dois jogos (dois maridos são Bahia, e dois, Vitória), enquanto as mulheres fizeram programação feminina: conversas proibidas para homens, compras, lanchinhos e teatro. A peça deste dia - Mulheres Alteradas - foi um fiasco e só não saimos no meio por vergonha. Apesar do elenco de peso, o espetáculo, que pretendia ser uma comédia, pecou pelo excesso de frivolidade.  Acho que foi a única programação que não valeu à pena na viagem.

Por pura sorte, descobrimos alguns lugares legais na terra da garoa.

O Zuccos, onde almoçamos no primeiro dia foi um deles. Escolhido pela proximidade com o hotel, acabou surpreendendo a todos pelo ambiente e pela qualidade da comida.

O Bar Brahma, sugerido por um taxista, também proporcionou diversão de verdade. O espaço, bastante amplo, é dividido em ambientes que são embalados por música ao vivo de diferentes ritmos: MPB, samba, pop, mexicana... Assistimos um show de Vanessa Jackson, que foi tudo de bom!

Também por indicação de um taxista, depois que a programação sugerida por nossa amiga Suzi furou, fomos parar no Bar José Menino, na Vila Madalena, no domingo pela manhã. Um boteco, na verdade. Um grupo tocava um samba paulista muito bom, a cerveja estava gelada, os tiragostos apetitosos e o serviço satisfatório. Gostamos muito!

A Pizzaria Veridiana também foi um excelente programa! Ambiente requintado, ao som de um bom piano, e uma pizza deliciosa! O lugar, em si, já é uma atração à parte. O piso de vidro, sob o piano, deixa a adega do subsolo à vista. Lindo! Com certeza voltarei lá numa próxima viagem a São Paulo.

Mas, a grande e grata surpresa da viagem foi o Piove. Queríamos, logo que chegamos, um lugar para dançar e o escolhemos aleatoriamente, pesquisando pela internet. Fiz reserva antecipadamente e ficamos um pouco desconfiados quando chegamos e encontramos o lugar meio vazio. As pessoas começaram a chegar lá pelas onze da noite e três bandas se revezararam, animadamente, tocando estilos diferentes de música. A noite foi animadíssima e deu o tom do que seria o resto da viagem.

Fomos também, agora por indicação de amigos, ao Terraço Itália, restaurante internacional, com a melhor vista de São Paulo. Ambiente intimista, com música ao vivo, para dançar de rostinho colado (para quem gosta). A comida foi boa, mas, sinceramente, nada de excepcional (pelo gosto do grupo), mas valeu pelo lugar. Foi a conta mais cara da viagem (rs). Apesar de ter gostado, não é um lugar que gostaria de visitar de novo.

Por último, não podia deixar de mencionar o meu queridinho de São Paulo: A Famíglia Manccini. Sempre que vamos a São Paulo passamos por lá e sempre saímos satisfeitissimos com a comida e com o atendimento. Desta vez não foi diferente!


domingo, 11 de novembro de 2012

As lembranças que te deixo de herança

Ando meio nostálgica essa semana. Ontem, passando pela Pituba, avistei uma sorveteria antiga, tradicional, aonde nunca fui. Mas aquela imagem me transportou a um outro tempo, tempo em que eu, com meus pais, frequentava a Cubana, no Elevador Lacerda; uma sorveteria no Campo Grande (cujo nome nem me recordo mais); e uma outra (muito parecida com essa da Pituba) próxima ao Relógio de São Pedro.

Lembrar destas sorveterias me fez resgatar algumas outras lembranças da infância: os domingos na praia, as voltas pelo conjunto habitacional do Cabula, onde meus pais fizeram amigos que conservam até hoje, as viagens de amigos que meus pais faziam, carregando-nos a tiracolo, as tardes de sábado na TV, os momentos de euforia diantes dos brinquedos novos.

Doces lembranças da infância, nas quais a presença dos meus pais sempre representou ponto forte.

Fiquei pensando nas lembranças de infância que gostaria de proporcionar aos meus filhos. Sei que não tenho o poder de definir as lembranças que eles levarão para o futuro, até porque a percepção de cada momento depende de diversos fatores que escapam ao nosso controle. Mas quero estar presente nestas lembranças, quero ser responsável por lembranças que, daqui a alguns anos, levem aos lábios dos meus (eternos) pequenos um sorriso saudoso.

E, pensando nisso, tenho refletido mais sobre as programações de lazer das crianças e sobre a qualidade do tempo que lhes reservo.

Gostaria que eles tivessem mais lembranças de praças e menos de shoppings,  mais de brincadeiras e menos de TV, mais de mim e menos de babás...

Infelizmente, aqui em Salvador não temos tantas opções de lazer a céu aberto, não temos grande diversidade de programas culturais e a presenças de babás nos lares ainda é uma realidade (como na minha casa).

Mas, na medida do possível, tenho tentado proporcionar aos meus filhos, que se encontram em diferentes estágios da infância, opções de lazer que se alinhem com o que acho importante para o seu momento da infância. 

Além disso, tenho procurado me fazer presente em cada momento de suas rotinas. Seja dando um banho, levando para a escola, contando uma história, conversando, tomando a lição, brincando, dançando, pulando, jogando para cima... Bem menos do que eu gostaria, é verdade! É que as necessidades da vida moderna cobram o seu preço. E às vezes fico remoendo uma culpa quando opto por dormir, deixando os pequenos com a babá; quando saio com o maridão ao invés de estar com as crianças; quando faço uma programação com um dos pequenos em detrimento dos demais. Mas administro minhas culpas com tranquilidade.

Hoje de manhã, passeando na pracinha com Samir e com os três, observava uma mãe que havia chegado com seus dois filhos e uma babá. Ela se sentou num banco, distante, enquando a babá se divertia na praça com os pequenos. Fiquei pensando nas futuras lembranças de infância daquelas crianças. Fiquei pensando onde estaria o pai delas e o que aquela família eventualmente fazia junto como lazer. Sei que aquele pequeno recorte talvez não pudesse dar uma representação fidedigna daquela família, mas aquele retrato, sem dúvida, não é o que gostaria que meus filhos levassem em suas memórias para o futuro.

Imediatamente uma outra cena, que sempre me incomoda, e, infelizmente, presencio com muita frequência, me veio à mente:  a cena da mãe carregando a sacola do bebê, e a babá com a criança no colo, num shopping center. Essa imagem para mim é tão significativamente negativa!! Tenho vontade de chegar perto da mãe e perguntar se ela não prefere desfrutar do aconchego do filho ao seu colo a ter que se portar como uma mera carregadora de sacolas.     

Mas cada família tem sua rotina, seus hábitos, suas prioridades, seus valores. E tem também a responsabilidade inescusável pelas lembranças que permearão a memória dos seus filhos. Acho que precisamos refletir mais sobre isso.



sexta-feira, 9 de novembro de 2012

9 meses

Pela primeira vez, não estava por perto no mesversário de um filho. Estava em São Paulo a trabalho, como disse no post anterior, e não pude, no dia 25, encher meu bebê de beijinhos pela passagem do seu nono mês de vida (embora não precise de motivo algum para enchê-lo de beijos).

A comemoração este mês já seria na casa da minha irmã, no dia 26, para onde me desloquei assim que cheguei ao aeroporto.

Com 9 meses, Mateus já faz algumas coisas que não fazia antes. Engatinha com desenvoltura, levanta-se apoiado no que encontrar pela frente, dá tchau quando pedimos, bate parabéns...

Interage com algumas brincadeiras que fazemos: se ponho um pano no rosto e pergunto onde está a mamãe, ele tira o pano cheio de expectativa; se, no banho, falo puft puft, ele começa a bater na água e fazer aquela bagunça; quando faço o mala mala malati, ele aproxima sua cabeça para encostarmos nossas testas; sentado em qualquer lugar, quando conto 1, 2, 3 e já, fecha os olhos e se joga para o meu colo...

Também aprendeu a fazer birra. No meu quarto, seu passatempo favorito é levantar-se no rack e jogar todos os dvd´s no chão. Se o tiramos de lá antes de concluído o trabalho, ele chora, se joga para trás, sacode as pernas, uma cena e tanto!

Ganhou dois dentinhos novos! Um incisivo lateral superior e um incisivo central superior. E ficou muito engraçado com eles!!!

Tem emendado uma virose na outra. Tomou antibiótico no mês passado, depois caiu no predsin, desalex, aerolin, hixizine, em épocas alternadas. Hoje, em particular, vomitou muito pela mahã, depois de tossir. Estivemos na emergência, mas o quadro não reclama grandes preocupações.

Este mês, cresceu e engordou mais que o mês anterior. Está medindo 73cm e pesando 8,650kg.

Continua lindo, sorridente, sociável! Em qualquer lugar para onde vá distribui sorrisos a quem quer que esteja a sua volta, fazendo com que todos morram de amores por ele.

Esse é o meu bebê!



Muito engraçado com os dentinhos novos!



video

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Viagens e reflexões

Retornei ontem de uma viagem a São Paulo com Samir e mais três casais amigos. Fizemos esta mesma viagem há dois anos, com os mesmos casais, e a programação havia sido intensa e divertida. E esta seria a primeira viagem depois de ter me tornado mãe de três. Seria! 

Há um mês aproximadamente, fiquei sabendo de um evento que aconteceria também em São Paulo, muito importante para subsidiar uns estudos que venho fazendo por conta de um projeto do trabalho. Um evento grande, que reuniria profissionais do Brasil inteiro e que, sem dúvida, incrementaria meu desenvolvimento profissional, além de possibilitar o estabelecimento de contatos com pessoas da área, que poderiam nos ajudar futuramente em nossa empreitada. Até então, tudo lindo! Restava saber se o Estado subsidiaria o alto custo do evento. 

Quando ficamos sabendo das cortesias que foram concedidas ao grupo de trabalho, tudo parecia perfeito. Exceto por um pequeno detalhe: o prazo que separaria o evento (que demandaria minha ausência de casa por 4 dias) e a viagem de casais, já anteriormente programada, seria de apenas 5 dias.

E eu, que nunca tinha me afastado do meu bebê, e que já me descabelava para organizar a logística para fazer uma viagem com o maridão, deixando, pela primeira vez, toda a prole em casa, de repente, vi meus problemas multiplicados por dois. 

Mas como nem tudo é tão ruim quanto parece, para nossa sorte, Samir, que trabalha a semana inteira no interior, justamente na semana do congresso em São Paulo, foi convocado para participar de um curso em Salvador, o que acalentou um pouco o meu coração.

Apesar de ele ter estado ocupado o dia inteiro com o curso, me deixou mais tranquila saber que ele acordaria com as crianças, estaria junto na hora do almoço, levaria Leti à escola e, à noite, estaria por perto para suprir o aconchego noturno da mamãe.

Viajei muito mais sossegada e pude aproveitar cada minuto em que estive longe da cria. A viagem foi, realmente, muito proveitosa! Um pouco cansativa, já que o congresso tomava todo o dia e, à noite, ainda precisei ficar trabalhando no hotel (até mais de meia noite todos os dias) para dar conta da demanda acumulada. Mas aprendi muita coisa, descobri que não sei tantas outras, conheci pessoas, estreitei laços com outras... Valeu à pena!

Cheguei a me sentir culpada por ficar tão despreocupada em relação às crianças. Mas o fato de ter Samir por perto me proporcionou uma segurança que permitiu que eu me desconectasse um pouco do meu lado mãe. Só no dia do retorno é que o coração começou a apertar mais e aflorou, lá no meu íntimo, um medinho de que Mateus tivesse se esquecido de mim, já que com ele não consegui falar por telefone, nem através do facetime, ferramenta que muito ajudou no meu contato com Leti.

Mas no final deu tudo certo!

Leti me recebeu com um sorriso lindo, largo e sincero. Mateus não deixou dúvidas de que não havia se esquecido da mamãe, e Lipe, meu primogênito, largou tudo o que estava fazendo para me dar um beijo carinhoso.

E todo esse rodeio foi para falar dele, do meu primogênito.

Uma amiga, que acompanhava todo o ritual pós viagem com as crianças na casa da minha irmã (quando comemorávamos os 9 meses de Mateus e 7 de Lucas, meu sobrinho e afilhado), muito sutilmente chamou a minha atenção, quando percebeu que Lipe ficou um pouco deslocado ao acompanhar todo o meu envolvimento com os pequenos, terminando, ao final, por desistir da minha companhia e voltar para a TV. Imediatemente, me justifiquei, explicando que, como com Lipe eu havia falado todos os dias por telefone, estava priorizando a atenção aos menores.



Mas aquilo ficou martelando a minha cabeça.

E só depois que os pequenos já tinham ido dormir, já em nossa casa, é que pude dedicar atenção exclusiva ao meu bebezão. Tomamos banho juntos, conversamos, lemos a bíblia e ficamos deitados juntos em sua cama até que adormecesse.

No dia seguinte, enquanto conversávamos e eu comentava da viagem que faria novamente, nos próximos dias, ele me cobrou uma progaramação exclusiva no período entre viagens. Para mim, foi um sinal de que eu precisava reforçar a atenção ao meu pequeno, que reivindicava o seu direito à atenção exclusiva da mãe.

Combinamos de ir ao cinema, assistir Hotel Transilvânia, e de comer algo por lá. O site do cinema estava desatualizado e não havia a sessão que tínhamos combinado de pegar. Acabamos assistindo o filme de Luiz Gonzaga, já que ele tinha estudado o artista na escola no primeiro semestre. Foi maravilhoso assistir ao filme com meu pequeno! Adorei a história, a produção, a trilha sonora e me surpreendi com o roteiro, já que não conhecia a relação pai e filho existente entre Luiz Gonzaga e Gonzaguinha. Voltamos para casa conversando sobre o filme e refletindo sobre a importância da estruturação e do amor da família. Foi muito gostoso poder ter uma conversa tão intensa e madura com o meu filho. Bom também perceber que ele valoriza isso. E melhor ainda ter despertado para a necessidade de administrar melhor o meu tempo, de maneira a suprir a necessidade de atenção de cada um dos meus filhos, considerando a especificidade de cada um deles.

sábado, 20 de outubro de 2012

Resultado do Sorteio

Primeiro, o meu pedido de desculpas pelo atraso na divulgação do sorteio que, conforme combinado, aconteceu ontem à noite.

O sorteio foi integralmente gravado mas, não sei se por conta da lentidão da internet, ou do youtube ou por algum problema da operadora aqui, precisei de um dia inteiro para transferi-lo ao youtube. E o pior: a qualidade ficou péssima! O resultado é  que  vocês vão ter que confiar na narradora (rs).

Infelizmente, quem não conseguiu sanar suas pendências acabou ficando de fora.

Os candidatos ao primeiro prêmio foram:
1. Gabriela Trigueiro
2. Carolina Sombra
3. Sheilla Mascarenhas
4. Erika
5. Dea Salomão
6. Felipe Trigueiro
7. Catarina Terceiro
8. Newton
9. Ivana Luckesi
10. Mil Cachinhos
11. Mônica Loiola
12. Mariana Sá
13. Paloma Varón
14. Marina Queiroz

Ao segundo prêmio, concorreram:
1. Daniele Santos
2. Adriana Penedo
3. Deise
4. Dea Salomão
5. Lençois-Chapada Diamantina
6. Catarina
7. Carla Landin
8. Vaneska
9. Clarissa
10. Gisane
11. Deborah
12. Paloma Varón
13. Roberta Brandão

Por fim, os interessados no terceiro prêmio:
1. Gabriela Trigueiro
2. Daniele Santos
3. Adriana Penedo
4. Deise
5. Carolina Sombra
6. Sheilla Mascarenhas
7. Érika
8. Felipe Trigueiro
9. Carla Landim
10. Ju Dalzoto
11. Luciana
12. Pávula
13. Sarah
14. Ana Paula
15. Mariana Sá
16. Priscila Nascimento
17. Marina Queiroz
18. Geovana Centeno
19. Roberta Brandão

Agora, o sorteio:


Hoje estarei contactando os vencedores por email para a remessa do prêmio. Parabéns para Newton, Lençóis Chapada Diamantina (Gina Vieira) e Erika!


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Primeiro Sorteio do Blog: Pendências

Como indicado aqui, o primeiro sorteio do blog acontecerá na próxima sexta feira, dia 19.10.12, data em que o blog completa dois anos de aniversário.

Já temos 37 inscritos e ainda dá tempo de participar! Veja aqui as condições.

Abaixo, uma lista com os participantes, as opções de prêmio e a indicação de existência ou não de pendência para que todos possam conferir se está tudo certinho e, se for o caso, sanar as pendências até a data do sorteio.
 
Lembrem-se: os dados tem que ser deixados lá no post do sorteio, aqui no blog. E é preciso ser seguidor do blog para participar.
 
Beijocas,
 
Jana

Participantes
Livro 1
Livro 2
Livro 3
Pendência
1)      Gabriela
x
 
x
ok
2)      Ana Virgínia
x
 
 
Seguir o blog
Indicar email
3)      Daniele Santos
 
x
Ou x
Indicar email
Escolher o prêmio
4)      Adriana Penedo
 
x
x
ok
5)      Deise
 
x
x
ok
6)      Carolina Sombra
x
x
 
Indicar email
7)      Sheilla
x
 
x
ok
8)      Carolina
 
x
 
Seguir o blog
9)      Erika
x
 
x
Ok
10)   Nícia
x
 
 
Indicar email
11)   Dea Salomão
x
x
 
ok
12)   Samira
 
 
 
Indicar email
Escolher o prêmio
13)   Lençois
 
x
 
ok
14)   Felipe Trigueiro
x
 
x
ok
15)   Catarina
x
x
 
ok
16)   Newton
x
 
 
ok
17)   Carla Landim
 
x
x
Seguir o blog
18)   Ju Dalzoto
 
 
x
ok
19)   Ivana
x
 
 
ok
20)   Luciana
 
 
x
ok
21)   Pavula
 
 
x
ok
22)   Mil cachinhos
x
 
 
ok
23)   Vaneska
 
x
 
ok
24)   Clarissa
 
x
 
ok
25)   Gisane
 
x
 
Seguir o blog
26)   Sarah
 
 
x
ok
27)   Ana Paula
 
 
x
ok
28)   Deborah
 
x
 
Indicar email
29)   Monica
x
 
 
ok
30)   Mariana Sá
x
 
x
ok
31)   Priscila
 
 
x
ok
32)   Paloma Varón
x
x
 
ok
33)   Marina Queiroz
x
 
x
ok
34)   Danielli Matos
 
 
 
Escolher o prêmio
35)   cillafc@hotmail.com
 
 
x
Seguir o blog
36)   Geovana Centeno
 
 
x
ok
37)   Tayane Ornelas
x
 
x
Seguir  o blog
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...