domingo, 22 de dezembro de 2013

Gramado em Família



Em junho, quando estive em lua de mel com maridinho em Campos do Jordão, decidimos, por lembrarmos recorrentemente de Gramado, levar os três pimpolhos ao Natal Luz no final do ano.

Gramado, além de ser uma cidade linda e acolhedora, tem um sentido especial em nossas vidas, afinal foi lá, há exatamente 3 anos, que Leti desandou a falar e, linda, se emocionou ao ver o papai noel no grande desfile.

Queríamos ver sua reação ao voltar lá,queríamos apresentar a cidade que tanto nos encanta ao nosso caçulinha...

Na verdade, achávamos que faríamos a mesma viagem, agora com a família um pouco maior. E isso bastaria para nos proporcionar excelentes dias de férias.

Mas não! 

Fizemos outros passeios, vimos coisas diferentes em passeios que havíamos feito na viagem anterior, experimentamos sensações diferentes...

Experimentamos o frio, a neve. No Snowland, parque aberto há menos de dois meses. O parque, dividido em duas partes, abriga a montanha da neve, onde temos a oportunidade de praticar esqui, airboard, tubing, snowboard... 




Como só há roupas para neve a partir do tamanho 4, Mateus não pôde entrar. Leti resistiu um pouco à vestimenta, mas acabou cedendo. Entrou, brincou no castelinho, caiu para trás, viu as réplicas dos animais pré-históricos, experimentou, de fato, a neve e foi tirada de cena. Como gostou da sensação de ficar pegando a neve e levando à boca, preferi não ficar muito tempo com ela lá dentro, por medo das consequências do frio longe de casa (a temperatura variava em torno de -5 graus). Lipe curtiu até não poder mais. Queria ter andado de snowboard, mas como precisaria fazer uma aula agendada apenas para a tarde, acabou desistindo. Mas o parque é fantástico! Só não foi melhor porque meu pequenininho não pôde curtir junto com a gente.

Experimentamos o encantamento do Korvantuturi. Um espetáculo lindo, com uma hora de duração, em cartaz o ano inteiro, que conta a história da origem do natal.



Segundo a descrição do site, "uma explosiva fusão de teatro, dança, técnicas circenses e cenários virtuais revelam um espetáculo emocionante para todas as idades".

De fato, do baby ao veterano, todos ficaram extasiados! Recomendo muito!

Nem o snowland, nem o korvatunturi existiam há três anos. Foram gratas surpresas da viagem.

Além deles, conhecemos outra novidade: o Parque Floribal.

O parque, da fábrica de chocolate que leva o mesmo nome, foi construído dentro de uma vasta área verde que permanece conservada e é um agradabilíssimo passeio para os pequerruchos. Na verdade, é um parque para contemplar o simples prazer de estar próximo à natureza, já que não há muitas opções de brinquedos para entretenimento, mas mais esculturas de cera que servem para compor o cenário e incrementar a cultura infantil (como aldeias indígenas, seres mitológicos, pré-históricos, animais...). Para nós, foi um passeio de um turno, que só não foi melhor por causa da chuva que teimou em cair.






Aqui, vale uma parada para contar um detalhe. Com a chuva, formaram-se poças ao longo do caminho, o que instigou Leti, à semelhança do seu desenho favorito do momento, Peppa, a tentar pular em "poças de lama". Foi lindo vê-la animadíssima, tentando "pular em poças de lama"!

Além dos passeios novos, alguns antigos também nos reservaram surpresas. O Alpen Park agora tem uma montanha russa e um Alpen Baby, que não existiam em 2010. O Mini Mundo agora traz uma réplica do Museu do Ipiranga, que eu não conhecia. O Mundo a Vapor oferece um pequeno passeio de trenzinho e expõe uma harpa com cordas invisíveis (a laser), que podem ser tocadas pelos visitantes. No Museu de Cera, não me lembrava ter visto as réplicas de Neymar, Harry Potter e Bob Esponja...

Alpen Park




Mini Mundo




Concentrada no Mundo a Vapor

Harry Potter no Museu de Cera

Conhecemos a Vila de Natal, que já existia, mas que não tivemos a oportunidade de visitar da outra vez. Um espaço super aconchegante, com um pequeno parque para os menores, barracas de artesanato e espetáculos gratuitos do Natal Luz. Gostamos tanto que fomos duas vezes!




No primeiro dia, uma garotinha da idade de Mateus, neta dos donos de uma barraca de artesanato, se jogou para nós. Brincou com Teteu no carrinho, admirada com seus cachos, e chorou ao voltar para os familiares. Uma fofa, com um bebezês do nível do meu pequeno. Ai que vontade de trazê-la na mala...


O hotel (Alpestre) foi uma atração à parte. Para nossa sorte, nos acomodaram no subsolo, onde a varanda dava acesso a uma enorme área verde com parque e piscina. A vista era espetacular! Bastava abrir a porta da varanda e aquilo tudo estava à nossa disposição. Caminhamos muito pela área verde e brincamos em balanços, gangorras e roda-rodas... Quanto à piscina, apesar dos três terem tentado driblar a segurança, não encaramos aquela água gelada e optamos pela piscina aquecida do spa, muito mais agradável, e que ficava no mesmo andar, numa área fechada. No mesmo andar ficavam também o restaurante onde era servido o delicioso café da manhã e a brinquedoteca que, diariamente, trazia uma rica programação para a criançada.











Fiquei impressionada com o cardápio do hotel, que contemplava opções de alimentação infantil por idade (infelizmente só o descobri no penúltimo dia da viagem). Papinhas para bebês até um ano; comidinha mais simples para bebês de 1 a 2 anos; outras opções para crianças entre 2 e 3 anos; e o cardápio infantil que encontramos corriqueiramente em restaurantes e hotéis.

Mateus, que me deu o maior trabalho para comer na viagem, se esbaldou no cozidinho de carne (para crianças de 1 a 2 anos) que pedimos lá.



Apesar da ansiedade com a comilança, já que a dieta foi liberada, Leti se divertiu bastante! Adorou e repetiu o trenó do Alpen Park, brincou na gangorra do hotel, deleitou-se no gelo do Snowland, brincou no parquinho do Mini Mundo, curtiu a Aldeia do Papai Noel, tocou na harpa invisível do Mundo a Vapor, brincou na Vila de Natal, pulou em poças de lama, assistiu, muito interessada, ao Korvatunturi, ao Au Au, uma Aventura de Natal e ao Grande Desfile...

Mateus não pôde participar de todas as atrações, por conta da idade, mas estava visivelmente muito feliz!

Daquilo que havia planejado fazer, não conseguimos ir à Pizzaria Temática de Bruxas, que estava fechada no dia que fomos até lá, nem ao Lago Negro, onde pretendia fazer um piquenique, que acabou acontecendo na Aldeia do Papai Noel. Por acaso, no dia em que tentamos ir à Pizzaria das Bruxas,  que fica em Canela, acabamos parando na Casa da Serra, pizzaria sem pompa, mas com um serviço impecável e uma pizza maravilhosa!



Aldeia de Natal



Um aspecto que deixou a desejar, no meu ponto de vista, foi a falta de estrutura dos restaurantes para o acolhimento de crianças. Em nenhum que visitamos havia um parquinho, uma brinquedoteca, ou sequer, um desenho impresso com giz de cera para pintar. Como há uma proposta da cidade de entretenimento para crianças, acho que isso deveria ser melhorado. Para conseguirmos fazer as refeições sossegados, acabávamos recorrendo a episódios de Peppa baixados pelo itube, no iPad. No último dia, quando sentamos para jantar, Leti, toda animada, já foi falando em tom alto: - Oba!! Peppa no iPad!!

Le Petit Clos

Mas, tirando esta pequena observação, a viagem foi uma delícia!

Fomos duas vezes ao Pastaciutta, nosso restaurante favorito. Uma delas com Vaneska, amiga querida que encontramos por lá. Fomos à pizzaria temática Baú de Pirata, que tem uma pizza simplesmente deliciosa. Comemos fondue duas vezes. A primeira no Al Moretto, com preço justo, e regado a um refinado som de violino; a segunda no Chateau de la da Fondue, caríssimo, que não difere muito, em sabor, do primeiro. Fomos ao restaurante Sabor Rural, cuja indicação colhi na internet, que tem uma proposta mais rústica, com uma comida caseira. Eu não gostei muito da comida, e achei caro para o tipo de comida, mas o lugar paga o ingresso. Uma área verde linda, com um lago delicioso, envolta por animais de fazenda. Tive momentos especiais com meus filhotes lá. Lipe, que de calundú se recusou a almoçar, depois aproveitou para curtir sua irmã, brindando-a com carinho espontâneo e sincero.

Baú de Pirata


Pastaciutta

Al Moretto

Sabor Rural


Apesar da vasta programação, o tempo não ficou corrido. As crianças puderam tirar o cochilo vespertino no hotel todas as tardes, e conseguimos conciliar as atrações programadas com momentos de despreocupado deleite dentro do hotel.

Na viagem, tivemos diversas oportunidades de testemunhar o amor de Lipe com seus irmãos, seu cuidado, sua irreverência que tirava de Mateus incansáveis gargalhadas, soando como música aos meus ouvidos, como também suas rabugices, próprias da idade... Brincamos de bolinha de sabão, de bola de soprar, de esconder em roupa suja... Dormíamos e acordávamos juntos. Na viagem nos cansamos (eu e o papai), nos revezando nos cuidados com os pequenos. Na viagem, trocamos muitos beijos, sorrisos e carinhos. Na viagem estreitamos ainda mais os laços com o tio Piton e com Mamau, que nos acompanharam nesta empreitada. Na viagem nos encantamos, percebendo quanto Leti mudou - para muito melhor - desde a última vez, quanto Lipe amadureceu e quão preenchedora é a presença do nosso caçula em nossa família. 

Na viagem, pudemos experimentar, principalmente, o sabor da felicidade que permeia os pequenos atos do nosso dia-a-dia.


brincando no meio da roupa suja

encantada com a árvore de natal











um dos vários momentos em que foram encontrados juntos


6 comentários:

Anônimo disse...

Delícia de Passeio, Jana !! Dicas preciosas que certamente irei aproveitar esse ano que pretendo ir a Gramado com as meninas. Claudinha

Anônimo disse...

Olá, gostaria de tirar uma dúvida. Queremos ir pra Gramado na pista de neve neste final de semana e tenho uma filha de 2 anos e 8 meses. Qual era a idade da sua qdo foram e a roupa serviu? Estou com medo de que ela não possa entrar.
Obrigada!

Janaína Mascarenhas disse...

Na verdade, não há restrição de idade. O problema é que só tem roupa a partir do tamanho 4. Se vc tiver roupa para gelo, pode entrar. Mas tem que ser roupa para esquiar, não é qualquer casaquinho, não. É muito frio lá.

Anônimo disse...

Ola Janaína, estou precisando de suas dicas... Voce falou de alguns restaurantes para jantar mas e almoço? quando for al Alpen Park tem almoço por lá? me da umas dicas nessa área.

Grata,
Ana

Anônimo disse...

Janaína sou eu de novo. Ainda nao comprei entradas para o Espetáculo. Eles não vendem poltronas só o setor, voce já foi então qual o melhor setor? A, B, OU C? Estou com duas crianças tenho que chegar cedo pra pegar lugar na frente?
Grata,
Ana

盛豐 disse...

免費a片下載無碼
線上免費試看短片a片
a片免費看
a片下載
a片寫真
免費試看短片a片
a片
免費a片下載
校園美女a片影音視訊網
a片免費看

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...