sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Garota Esperta!

Leti apareceu com o narizinho escorrendo.

Buscando cuidar logo, tratei de lavar com salsep, sempre sob a ferrenha reclamação da pequena.

Na última madrugada, ela, que havia dormido cedo, ficou aprontando por horas a fio, detonando minha paciência, e testando a da vizinha de baixo (com o arrasta-arrasta de cadeira).

Já conhecendo seus hábitos noturnos, e tentando preservar o sono dos irmãos, deixo a porta dos seus quartos trancadas, bem como a da circulação para a sala, e a do seu banheiro, de modo que ela transite apenas entre o seu quarto e o meu.

Depois de arrastar cadeiras, pegar (para jogar no chão) dvd portátil, livros, dvd´s, canetas, tintas e mais um tanto de coisa, ela resolveu me visitar.

Ao entrar no quarto, dirigiu-se diretamente ao banheiro.

Com medo das consequências, e ciente do seu "medo" de banho, ainda na cama e antes de me levantar, anunciei:

- Leti, está entrando no banheiro para quê? Quer tomar banho?

Foi o suficiente para que saísse do banheiro.

Ao amanhecer, tentando dar continuidade ao tratamento do nariz, procurei o salsep que havia deixado na prateleira do seu quarto.

Revirei todo o quarto até que desisti e resolvi usar um sorine, encucada com a situação.

Minutos depois, ao entrar no meu banheiro, eis que encontro o defunto boiando no meu vaso sanitário.

Prontamente, entendi sua intenção.

Como a última coisa que tinha jogado no vaso foi seu sapo e o mesmo tinha acabado no lixo por conta da sua atitude, certamente sua intenção foi dar a mesma destinação ao maldito salsep...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...