segunda-feira, 15 de novembro de 2010

O despertar de uma vontade

Ontem fui ao shopping comprar uns presentes de aniversário (como se não bastassem os incontáveis aniversários, agora temos também os mesversários - só esta semana temos dois!), e acabei comprando uns brinquedinhos para Leti: uns livrinhos diferentes, um balão em forma de leão e gizes de cera em forma de bichinhos. Não resisto às novidades que encontro por aí...

Nunca tinha visto desses gizes. Achei lindos: coloridos, em forma de bichinhos e com lugar para a criança colocar o dedinho para poder desenhar.




Comprei para testar, mas não acreditava que Leti pudesse atribuir-lhes função.

É que Leti, por mais que tentemos, não faz uso funcional de lápis, canetas, gizes, hidrocores e afins; os pega, coloca na boca, joga no chão, e logo perde o interesse. Só pela tinta se interessa um pouco, mas sem o pincel! Quando está muito disposta, participa de uma brincadeira de tinta, mas pintando com a mão. Está valendo assim mesmo. O importante é que ela perceba a alteração que produz no papel.



Como não podemos desistir nunca, comprei os gizes.

Mandei enrolar tudo para presente e, quando cheguei em casa, fomos abri-los juntos. Eu abria o pacote, ela via que tinha algo dentro, e, tomada de excitação, colocava a mão no pacote para pegar o presentinho (foram quatro pacotinhos).

Se empolgou com os balões (tinha um de peixe também, além do leão), com os livros e com os gizes. Oba!!!!! Ganhei o dia!

Mas o que é bom pode ficar melhor.

Depois de olhar com ela detalhadamente cada presentinho, resolvi investir nos gizes.

Fui mostrando os bichinhos, colocando os maiores no meu dedo, tentando pôr os menores no dedo dela, e rabiscando uma página em branco de um livro que havia em seu quarto.

Tamanha foi a minha surpresa ao perceber sua intenção em levar o giz ao papel para riscá-lo. Como assim? Ela nunca fez isso antes! Sequer aceitava que a ajudássemos, segurando sua mão, para que pegasse o giz e fosse em direção ao papel...

Tudo na vida de Leti (e na de todo mundo) passa pela vontade. Não adianta segurar sua mão para fazer qualquer coisa se ela não quiser fazê-la. Ela trava a mão, e, imediatamente, põe fim à brincadeira.

Todos os profissionais que a avaliam falam que seu desenvolvimento ocorrerá a partir de quando seu cognitivo esteja amadurecido para que ela perceba o mundo, se interesse pelo novo, e descubra uma maneira de conseguir o que deseja. Aguardamos ansiosamente o despertar do seu espírito explorador.

Até então, ela jamais havia demonstrado qualquer vestígio de vontade para o desempenho de atividades artísticas.

Não me contive de felicidade ao perceber seu interesse e, mesmo com pouca habilidade, sua capacidade de segurar o giz e produzir alguns ‘risquinhos’ no papel. Ela quis fazer e conseguiu, do seu jeito.

Percebendo seu interesse, Carol, que participava da brincadeira desde o início, sugeriu que eu pegasse gizes comuns para vermos se ela também tentaria riscar com eles.

Peguei uma caixa de giz que havia comprado meses antes (com gizes mais largos, de tamanhos e cortes diversos), e pelo qual ela não havia demonstrado qualquer interesse, caderno de desenho e passamos a segunda etapa da brincadeira.



A brincadeira estava apenas começando... E ela embarcou junto comigo. Foi ma-ra-vi-lho-so!!!!! Ela riscou o papel em branco, desenhei um leão, pedi para ela pintar, ela rabiscou por cima dele e, o que é melhor, envolvida numa deliciosa atmosfera de prazer.





Quando o interesse começou a cair, partimos para outra brincadeira. Precisamos ter o feeling, para saber a hora de parar, antes que a brincadeira se torne cansativa.

Senti como se tivesse ganhado meu presente de natal antecipado. Ficava muito apreensiva com a falta de interesse, aliás, com o sentimento de rejeição que Leti tinha por qualquer atividade que exigisse dela o manuseio de objetos de motricidade fina e o dia de ontem deu um alento ao meu coração.

A cada dia, minha pequena nos mostra que devemos ter paciência e entender que no tempo dela, as coisas acontecem.

11 comentários:

Gabriela disse...

Nossa princesa está cada dia mais esperta!
Que penteado lindo!!!!
AMO MUITO!!!

Janaína Mascarenhas disse...

O penteado foi obra de Carol.

Coisa de Mãe disse...

Jana, que liiinnnnddda!!!!!! Você como sempre brilhando como mãe!!!!! Os estímulos que vc proporciona a Leti são tão legais, tão lúdicos!! Parabéns amiga!! Você é muito especial!!!

Bjos!
Ivana

Eldsamira disse...

Dindinha, estou com muitas saudades!!!! To trabalhando todo o fds... QUe saudades!!! LINDA!!! LINDA!! LINDA!!!!

luciana.torres.sales disse...

Amiga
Vc é uma mãe MARAVILHOSA!
Eu estou aqui vibrando de alegria.
É uma delícia ficar curtindo (ainda que de longe) cada momento dessa princesinha linda.
É bom demais aprender junto com vcs, viu?
Beijo enorme para vcs.

Erika disse...

Pena que eu perdi esse momento lindo e feliz!
Vc como sempre surpreendendo como mãe.
te amo

Sheila disse...

Querida Janaina,

Leti está muito linda...quantas novidades!! Fico muito feliz com todos esses avanços e tenho certeza que a cada dia outros maravilhosos irão surgir.
Estou com saudades...apareça para nos visitar.
Grande beijo,
Sheila

anaÊ disse...

Continue escrevendo, Jana!

Leio todos os postes!

Beijos enormes,

Ana ELisa

Ana Paula Pacheco disse...

Jana, que trabalho MARAVILHOSO!!
A Leti é muito linda!!
O bom dessa troca é que aprendemos uns com os outros!
Parabéns pelo blog!
Grande abraço!

Jaqueline disse...

Jana,
Estou adoraaaaando o seu blog.
Os meninos tem uns lápis que risca em piso de cerâmica e sai com facilidade, eles adoram. Eu ate vi na loja mercado infantil recentemente.
Beijos querida

Janaína Mascarenhas disse...

Leti tem desses também Jack, mas Lipe aproveita muito mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...